Muitas pessoas têm dúvidas sobre como a Igreja Católica considera uma pessoa santa. Afinal, o que é um santo? Como alguém se torna santo? O processo, denominado canonização, envolve várias fases. Envolve uma etapa diocesana, para depois ser encaminhado ao Vaticano. Várias provas e documentos necessitam estar inseridos para que o pedido seja aceito. O Irmão Antonio Estaún, especialista em processos de canonização, foi convidado em um videocast da plataforma de cursos Farol 1817 para responder dúvidas gerais e esclarecer como a Igreja conduz a  canonização.

O processo de canonização

Com várias etapas e processos rigorosos a serem seguidos no caminho para que alguém seja declarado santo, o Irmão explica como a santidade de pessoas que seguiram o caminho de Deus é reconhecida pelos organismos eclesiais.

Como definido por ele, “quando se trata de definir a santidade de uma pessoa, estamos falando de fazê-lo de acordo com uma normativa que está presente no Código de Direito Canônico”. Assim, o processo se inicia na região, localidade onde o servo ou serva de Deus viveu, onde há provas mais próximas e pessoas que podem ter convivido com essa pessoa em questão. 

Portanto, confira o material inédito, que teve como entrevistadores:

  • Ana Karla Maronezi, Analista do Memorial Marista
  • Bruno Socher, Coordenador de Identidade, Missão e Vocação da PMBCS
  • Dyogenes Araújo, Diretor do Memorial Marista

 

Biografia e atividades

O Irmão Antonio Estaún tem 83 anos e nasceu em Burgos, na Espanha. Ele foi postulador do Instituto Marista entre 2016 e 2020 e atualmente trabalha com pesquisas relacionadas à história do Instituto, como a do Irmão Basílio Rueda e do Irmão Francisco Rivat. Já esteve no Brasil anteriormente para ajudar em pesquisas do Memorial Marista. Em 2023, esteve trabalhando em projetos e pesquisas novamente no Memorial Marista durante alguns meses. Assim, ajudou na sequência de estudos sobre o Ir. Francisco Rivat, que agora tem uma cátedra de estudos na PUCPR. Além de materiais lançados sobre o centenário de nascimento do Ir. Basilio Rueda, que ainda terão sequência em 2024.

No vídeo abaixo, o Irmão fala sobre as atividades que realizou no período em que esteve no Brasil: